terça-feira, fevereiro 22, 2011

O Bebedor Nocturno

Divisa

Conhecem-me os cavalos e a noite e os desertos
traiçoeiros e a guerra e as feridas e o papel e a pena.

(poema árabe, Al-Moutanabbi)


*

Nascemos para o sono

Nascemos para o sono,
nascemos para o sonho.
Não foi apenas para viver que viemos sobre a terra.
Breve apenas seremos erva que reverdece:
verdes os corações e as pétalas estendidas.
Porque o corpo é uma flor muito fresca e mortal.

(poesia mexicana do ciclo nauatle)


*

Conduz o teu cavalo sobre o fio de uma espada,
oculta-te como puderes no meio das labaredas.

(poema zen)
O Bebedor Nocturno, poemas mudados para Português por Herberto Helder,
Assírio & Alvim, Gato Maltês, 2010:101, 65, 82

2 comentários:

Zoninho disse...

obrigado pela selecção e partilha! muito bonitas, as citações!

tulisses disse...

é um livro com passagens muito curiosas, de proveniências muito díspares. uma boa leitura :)