quarta-feira, março 28, 2007

despedida

já há algum tempo que isto deixou de fazer sentido, escrever neste blog. eu já não sou o mesmo, recentes acontecimentos e estradas percorridas levaram-me a reconsiderar muitas coisa. muitas delas nem fazem grande sentido. às vezes nem eu faço sentido para mim próprio, quanto mais para os outros. já morri no porto, não cheguei a renascer em lisboa, em poiares sou um sonâmbulo. a pouco tempo de fazer dois anos, este blog encerra as suas «tulisses», para melhores dias. também me encerro um pouco mais, mas é um percurso inevitável que só em fará crescer ainda mais. a todos os que por aqui passaram, comentando ou não, obrigado pela amizade. ficam sempre na geografia do meu coração. por fim, a ti que tantas coisas me ensinaste e fizeste ver de maneira diferente (ou não), também tu me mataste e matas todos os dias, mas a vida é também feita de mortes. termino como comecei, com um poema de sophia:

SOROR MARIANA - BEJA

Cortaram os trigos. Agora
A minha solidão vê-se melhor


O Nome das Coisas, 1977

2 comentários:

gimane disse...

Começo eu o abaixo assinado? ker dizer...pouco vou sabendo de ti...e agora encerras o blog??? nem penses tiago manuel soraio.

Eu, gimane, de meu nome internético, obrigo te a continuares este blog e a presentear-nos com as tuas tulisses, que sabem sempre tão bem ler.

Gimane

tulisses disse...

pois é. su. só tu e a ana luísa se manifestaram contra. só por ti já valia a pena... mas não me parece... talvez passe a escrever directamente para ti... ou não... eu nem sei escrever coisas que interessem... talvez um dia...