quarta-feira, setembro 17, 2008

Gatinho à descoberta

(fotos de um dos filhos da Kika, gata da Consti, nos livros dela)

«Ah, como é triste morrer quando há tantos livros que ainda li!»

M. Menendez y Pelayo


«O livro: amigo dos seus amigos, confidente e confessor, companheiro das insónias, recreio na solidão.»

S. J. Alvarez


«Tudo no mundo é feito para acabar por converter-se num livro.»

Stéphane Mallarmé


«O universo é um imenso livro»

Mohydin Ibn-Arabi

6 comentários:

Paulo disse...

bem, que apanhado fantástico! o percurso, o bichinho e as citações! amei!

tulisses disse...

lindos: gatos e livros juntos só pode resultar em beleza! e ontem ao procurar a guernica e a pietá para explorar no 10 ano encontrei as fotos de que nem me lembrava já!

abraço

sp disse...

cada citação!!! e o gatinho sempre a cheirar tudo...

um abraço.

pARTicia - patrícia figueiredo disse...

os filhos dos gatos da Consti não podiam ser gatinhos normais... :)
olha, eu também não sabia da VV... mas é normal, eu desliguei um bocado da flup.

beijinhos :*

tulisses disse...

pois, eu também já soube com algum atraso...

E sim, os gatos filhos das gatas da Consti tinham de ser malucos: um está sempre a ronronar, a outra só gosta do colo de homens, outro gosta de morder a cara das pessoas quando estão a dormir - mas muito mansinhos, deixam fazer festinhas e o que quiseres... nada parecidos com a mãe, avó e bruno, portanto.

beijinhos, e bem-vinda de novo aqui! Temos de combinar qualquer coisa um dia destes ;)

nasgavetas disse...

Impossível ficar indiferente a um gatinho tão cativante.

Abraço,
Lost