sexta-feira, dezembro 21, 2012

3 poemas de João-Maria Vilanova




Canção de Amanhecer Maio

Céu rente
escasso
e o xinguilar do vento
dorido
por entre as frestas.
Tal se cacimbo
pai ou irmão de longe
regressasse
teu marufo depões
em nossa mesa
tua oferenda.

**

Canção do Pequeno Discípulo

Chuva
deixa reaprender teu gesto
quando madrugada
os dedos tão de leve
sábia vinhas
batucar meu zinco.

Rola
deixa reaprender teu gesto
quando tarde estreita
a rouca tua voz certíssima
contrapontavas
na mulemba.

Noite
deixa reaprender teu gesto
quando calidamente
a veste tua única veste nos trazia
para com ela
amortalharmos a tristeza.
***

Canção com Sabor de Areia

Tempo
que na brisa partias
entre quintais de aduela
cajueiros
e o rugido distante
do mar
na calema

Onde o nocturno rumor
no capinzal
junto à linha?


João-Maria Vilanova, Poesia, Lisboa: Caminho, 2004, p.21, 32. 42.

1 comentário:

Anónimo disse...

Undeniably believe that that you said. Your favorite reason seemed
to be on the net the simplest thing to remember of. I say
to you, I certainly get irked whilst other folks think about concerns that
they just don't recognize about. You controlled to hit the nail upon the top as smartly as defined out the entire thing without having side-effects , people can take a signal. Will likely be again to get more. Thanks
My page > pizza games cooking online