terça-feira, janeiro 08, 2008

Mundos em diálogo

«A sua proposta foi considerada com grande interesse e foi seleccionada para integrar um dos painéis de sessões paralelas do Colóquio Mundos em Diálogo.» e-mail da comissão

a sério? fiquei para a minha vida... e agora tenho mesmo de preparar a conferência em torno disto... deste meu resumo:

Os direitos e as leis em dois romances africanos de língua portuguesa:
Os Dois Irmãos de Germano Almeida e Quantas Madrugadas Tem a Noite de Ondjaki

Pretende-se explorar as relações de representação do Direito, numa perspectiva de índole comparatista e dos legal studies, na medida em que ambos os romances colocam questões éticas, morais e de ordem prática de uma forma problematizadora, porque mais importante do que dar respostas é a formular questões importantes que se pode chegar a uma prática por parte dos estudiosos do Direito. Em Os Dois Irmãos (Cabo Verde), de um escritor que é também um advogado, reflecte, a partir de um caso verídico da sua prática profissional, sobre a tensão entre o direito positivo e o direito consuetudinário, decorrente de práticas relacionadas com heranças coloniais e permanência de costumes e valores, que colocam a personagem principal num conflito que o parece transcender, bem como as dificuldades da prática do direito em determinadas comunidades por desadequação, desrespeito, falta de credibilidade, também presentes em Quantas Madrugadas Tem a Noite, de Ondjaki (Angola). Estes dois romances problematizam, recorrendo ao humor e à ironia, a existência de leis de estado adoptadas do colonizador sem haver uma adaptação, que se pretende discutida e cuidada, à realidade em que se inserem. Assim, e não deixando de ter inegáveis qualidades artístico-literárias que os colocam como marcos importantes no contexto de cada uma das literaturas nacionais correspondentes, estes romances podem e devem ser lidos também como reflexão mais ou menos sistematizada sobre o papel do Direito através da ficção literária.
mais info:

3 comentários:

Denise disse...

Muitos parabéns, T. Segue em frente!

pARTicia - patrícia figueiredo disse...

ui! um congresso?! pónico?... parabéns! (se precisares de ajuda já sabes!)

tulisses disse...

obrigado, denise. vou fazer o meu melhor, claro. e pat, se calhar até vou precisar! e como vou falar d teu querido ondjaki... só prometo que farei o meu melhor (no meio de tese, curso eilc e coisas assim).